32ª Copa União de Clubes - 2021

História da Copa União de Clubes de Caxias do Sul

A Copa União de Clubes de Caxias do Sul iniciou em 1988 com o nome de Campeonato União de Clubes e em 1992 trocou para o atual nome. O objetivo deste campeonato de futebol amador desde o inicio foi a integração e competição entre as comunidades de nossa região colonial italiana nossa região rural.

Basicamente atletas que moram na localidade, parentes, conhecidos ou amigos das famílias que vivem na colônia. Esta competição re-edita o conceituado campeonato rural, onde a raça, técnica e disciplina são os fundamentos básicos da competição. Nossa Copa União de Clubes tem uma história de tradição futebolística que remonta o inicio da colonização italiana, onde os imigrantes das comunidades caxienses, nossas colônias, cresceram e desenvolveram seu potencial de trabalho respaldados pela Igreja, O Campo de Futebol e a Bodega.

Certamente o final de semana, após o árduo trabalho nas parreiras e culturas de sobrevivência não teria valor, se no domingo não houvesse um "jogo de bola" ou torneio com a tradicional cervejada ou vinho nas bodegas. Muitos atletas profissionais nasceram neste berço rural. Quanto se evitou de problemas sociais com a fixação dos nascidos na colônia? E quanto se ganha de vida usufruindo deste trinômio Trabalho-plantação, Alimentação-saudável e Diversão-futebol.

Nossa filosofia é resgatar a tradição e cultura da colônia e mostrar que temos orgulho do que nossos antepassados fizeram e nos ensinaram, nós somos fruto do trabalho e modo de vida que eles nos deixaram. Temos o dever e maior orgulho em manter e permitir que outras gerações também desfrutem desta tradição, a Copa União de Clubes trás este diferencial em sua competição esportiva, mantendo viva as nossas origens.

A partir de 1992 instituímos um regulamento, o campeonato foi informatizado, e em síntese é o mesmo de hoje, onde os fundamentos básicos da competição são os abaixo discriminados e somente vem sendo aperfeiçoado para evitar dúvidas de sua interpretação:

  • 1 - Nenhuma ATA, após sua edição, no início da competição poderá mudar qualquer item do regulamento;
  • 2 - Raramente são efetuados julgamentos, pois todas as possibilidades estão no regulamento, cabendo aos presidentes executá-las. Não queremos decisões em tribunais. Cumpra-se o regulamento;
  • 3 - Desde 1992 foi informatizado, com súmulas, estatísticas e levantamento de cartões, inclusive com o pagamento financeiro pelos agressores quando recebem cartões, revertendo em saldo para o CUC;
  • 4 - Os juízes tem a isenção e proteção total, sendo que o que estiver na súmula é o que vale e qualquer juiz que não estiver tecnicamente bem, será cortado, mas, o respeito as decisões de arbitragem serão mantidos;
  • 5 - Aceitam-se reclamações verbais, inclusive a torcida é livre, mas somos contrários a palavrões e indelicadezas, qualquer agressão, mesmo que seja verbal, será severamente punida;
  • 6 - Fomos pioneiros, nacionalmente, em perdas de mando de campo por qualquer objeto jogado no gramado e na possibilidade de filmagens para elucidar tumultos;
  • 7 - Fomos pioneiros no controle de atletas "boleiros" que querem participar de diversos campeonatos, evitando a proliferação de más atitudes vindas destes atletas;
  • 8 - Fomos pioneiros na Escolha da Rainha da competição, em toda festa final de entrega de faixas e medalhas;
  • 9 - Fomos pioneiros no campeonato de Másters e Infanto Juvenis de Caxias do Sul;
  • 10 - Fomos pioneiros no campeonato Feminino.

Nós utilizamos cookies para uma melhor experiência de navegação.